Aguarde, você será redirecionado para o novo "Site Buu Wushu"

Em segundos você será redirecionado automaticamente para o "Novo Buu Wushu" um site mais completo e cheio de novidades para você!

domingo, 14 de dezembro de 2008

A HISTÓRIA DO WUSHU MODERNO




Liu Yu, nascida na China, foi membro da equipe profissional Jiangsu Wushu. Ela se graduou na Universidade de Educação Física de Beijing e tem bacharelado em artes marciais chinesas. Hoje é árbitro qualificada internacionalmente, certificada pela Federação Internacional de Wushu (IWuF na sigla em inglês) e sétimo Dan de Wushu, certificada pela CWF. Ela foi treinadora da equipe americana de Wushu de 1997 a 1999 e arbitrou no Campeonado Mundial de Wushu em 1995. Atualmente Liu Yu é a Presidente do Wushu Taichi Center em San Lius Obispo, California.

Muitas pessoas, inclusive que praticam artes marciais chinesas, ainda se perguntam o que é Wushu. Wushu é a palavra mandarim para artes marciais, e é a expressão usada na China. Os ocidentais estão mais familiarizados com o termo Kungfu que na verdade se traduz literal e simplificadamente como “habilidade”. Wushu é um esporte tradicional chinês que se atenta tanto para exercícios externos como internos, com movimentos de luta e seus principais conteúdos. O Wushu inclui o Taolu (rotinas de exercícios) e Sanshou (luta).

O Wushu Moderno, ou o que as pessoas chamam de Wushu Contemporâneo, é baseado nas artes marciais chinesas tradicionais. Entretanto o Wushu Moderno só foi criado nos anos 1950. O Presidente Mao determinou que o velho deveria servir ao novo e instruiu os mestres tradicionais de Wushu a criar um esporte novo para a sociedade socialista moderna.


► A FORMAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DO WUSHU





Para entender como o Wushu Moderno se desenvolveu precisamos examinar como a sociedade influenciou a prática das artes marciais. Wushu, um esporte há muito respeitado na China, remonta aos tempos dos clãs nas sociedades primitivas.

Nas Dinastias Shang e Zhou o Wushu serviu como treinamento para os soldados e também se tornou parte da educação física na formação dos estudantes nas escolas.

Na Primavera, Outono e Períodos dos Estados Combatentes as aplicações de técnicas de luta nas batalhas foram muito enfatizadas. Para escolher soldados o Jiao – exame de luta – acontecia todos os anos na primavera e outono e a atividade de luta com espada ficou muito popular.

Nas Dinastias Qin e Han esportes “dançantes” similares a rotinas de exercícios (como de espada facão, espada reta, “punhal-machado” dagger-axe, “alabarda dupla” double-halberd) apareceram sucessivamente.

Durante as Dinastias Tang e Sung muitas organizações civis surgiram, e foram introduzidos os árbitros. Regras simples para as competições já estavam em vigor e os vencedores eram agraciados com prêmios generosos.

As Dinastias Ming e Qing foram uma era de florescimento para o Wushu, com várias escolas e diferentes estilos.

Em 1928 o Instituto Central de Wushu foi criado em Nanjing pelo governo. Como conseqüência institutos locais de Wushu foram criados em províncias, cidades e condados. Dois encontros de Wushu foram promovidos pelo Instituto Central de Wushu em 1928 e 1932 em Nanjing.

Em 1936 a Delegação Chinesa de Wushu foi organizada para visitar o sudeste da Ásia. No mesmo ano nove membros da equipe chinesa de Wushu deram uma demonstração em Berlim nos XI Jogos Olímpicos. Desde 1936 muitos dos nove membros infelizmente faleceram, mas alguns ainda estão vivos e desejando que o Wushu se torne parte dos futuros Jogos Olímpicos.


► O ATUAL DESENVOLVIMENTO DO WUSHU MODERNO





Desde a fundação da República Popular da China o Wushu se tornou um componente da cultura socialista e do desenvolvimento físico e esportivo das pessoas, tendo se desenvolvido espetacularmente. No começo dos anos 1950 muitos notáveis experts em artes marciais tradicionais como Zhang Wen-Guang, Wang Zi-Ping, Sha Guo-Zeng e Chai Long-Yun revisaram as artes marciais tradicionais chinesas para desenvolver o Wushu Contemporâneo.

As bases do Wushu Contemporâneo foram os estilos do Shaolin do Norte, Cha Quan, Hua Quan, Hong Quan e muitos outros. Sob a direção do Presidente Mao o novo esporte não enfatizou o combate, mas a saúde, o exercício e o desenvolvimento atlético. Entretanto era importante ser capaz de demonstrar intenção e espírito de luta.
Em 1953 uma Demonstração e Competição Nacional de Esportes Tradicionais aconteceu em Tianjin, na qual o Wushu foi predominante. O Wushu entrou como curso formal nos institutos locais de esporte e departamentos de educação física. Em 1956 a Associação Chinesa de Wushu foi criada em Beijing e assim o Wushu se tornou um evento oficial de competições.

O primeiro rascunho das regras de competição para o Wushu foram compiladas pela Comissão de Cultura Física e Esportes do Estado em 1958. Rotinas de exercícios como os simplificados Taijiquan, Changquan, espada facão, espada reta, lança, e bastão avançados, intermediários e para iniciantes foram publicados sucessivamente, o que ajudou muito a popularidade e promoção do Wushu. Políticas genéricas e específicas para o desenvolvimento do Wushu nesse novo período histórico foram definidas na Primeira Conferência Nacional de Wushu que aconteceu em 1982 e levou o desenvolvimento do Wushu a um novo clímax.

Sob a orientação da Comissão de Cultura Física e Esportes do Estado e a Associação Chinesa de Wushu associações, escolas, sociedades, sociedades de pesquisa, equipes de escolas amadoras de esportes e centros de treinamento de Wushu se estabeleceram em muitos condados e todas províncias, cidades e regiões autônomas formando uma vasta rede para atividades de massa de Wushu um largo caminho para o desenvolvimento do Wushu.

Todas as escolas tornaram o Wushu parte do programa de educação física. Sociedades e equipes foram formadas em algumas faculdades e universidades. Programas de graduação foram estabelecidos em alguns Institutos de Educação Física e para trazer graduandos e pós-graduandos para o Wushu. O mestrado em Wushu foi criado em abril de 1996. Aprovado pelo governo em 1986 o Instituto Chinês de Pesquisa de Wushu foi criado como uma corporação de alto nível para a condução técnica e acadêmica das pesquisas em Wushu.

Para herdar e desenvolver esse precioso legado cultural uma investigação de nível nacional foi feita revelando a situação do Wushu na China nos últimos quinze anos. Os trabalhos de escavação, coleta e conferência foram frutíferos. Nessas bases os livros “Esboço Detalhado da História Chinesa do Wushu” e “Registro do Pugilismo e Armoaria Chineses” foram compilados e publicados.

Todos os avanços do Wushu Moderno foram feitos somente nas formas competitivas. Somente recentemente o Sanshou (luta) foi incluído nos eventos nacionais. A experimentação com competições de luta começaram em 1979, que se tornaram eventos competitivos oficiais em 1989.

Para fazer uma contribuição para a saúde e bem estar de todas as pessoas e dedicar o Wushu como um novo evento esportivo para o mundo, foi feita uma promoção do Wushu no exterior através de projetos do tipo passo-a-passo desde 1983.

Os governos central e local freqüentemente enviaram delegações, equipes, instrutores e experts em Wushu ao exterior para dar palestras e fazer demonstrações.

O primeiro Torneio-convite Internacional de Wushu aconteceu em Xian em 1985 e o Comitê Preparatório para a Federação Internacional de Wushu foi formado. Em 1986 o segundo Torneio-convite Internacional de Wushu aconteceu em Tianjin.

Em 1987 o primeiro Campeonato Asiático de Wushu aconteceu em Yokohama, Japão, e a Federação de Wushu da Ásia foi criada.

No ano de 1988 aconteceram em Hangzhou e Shenzhen o Festival Internacional de Wushu da China, a Competição Internacional de Rotinas e o Torneio Internacional de Wushu de Desafios de Luta, o que tornaram o Sanshou formalmente reconhecido na arena internacional de Wushu.

O Segundo Campeonato Asiático de Wushu aconteceu em Hong Kong em 1989. Em 1990, nos XI Jogos Asiáticos em Beijing, o Wushu foi introduzido como evento competitivo oficial. As equipes de Wushu de onze países e regiões participaram das competições. A Federação Internacional de Wushu foi criada no mesmo ano.
O Wushu não só foi muito desenvolvido em seu local de nascimento – a China – como também o grande objetivo de “levar o Wushu chinês para o mundo” está sendo gradualmente realizado.


► O WUSHU MODERNO NA ARENA INTERNACIONAL






Com os esforços comuns feitos nos últimos dez anos a Federação Internacional de Wushu se tornou uma organização influente no mundo, com 77 membros de cinco continentes. Estamos felizes pelo fato da FIW ter sido oficialmente reconhecida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) em junho de 1999, e agora somos membros da família da COI. Sessenta e quatro anos se passaram desde que aqueles nove membros foram à XI Olimpíada. Os membros sobreviventes ficarão felizes em ouvir essa ótima notícia.

Atualmente a Federação Internacional de Wushu organizou cinco campeonatos mundiais na China, Malásia, EUA, Itália e Hong Kong, respectivamente. O campeonato mundial (Taolu e Sanshou) acontece a cada dois anos e é um evento reconhecido pela Federação Internacional de Wushu. O sexto campeonato mundial de Wushu será na Armênia em outubro de 2001. Nesse campeonato serão acrescentadas cinco novas rotinas compulsórias que foram aprovadas pelos comitês técnico e executivo da FIW.

As regras para a competição internacional de Taolu, sancionadas em 1997, cobre os as competições de Taolu e são as seguintes:


A. Somente rotinas compulsórias serão permitidas nas competições.

Se uma rotina opcional for apresentada não será pontuada.

1. Homens – competição individual

a. Rotina de mãos livres: Changquan, Nanquan, Taijiquan – somente uma
b. Rotina de armas curtas: Daoshu, Jianshu, Nandao, Taijijian – somente uma
c. Rotina de armas longas: Qiangshu, Gunshu, Nangun – somente uma

2. Mulheres – competição individual:

a. Rotina de mãos livres: Changquan, Nanquan, Taijiquan – somente uma
b. Rotina de armas curtas: Daoshu, Jianshu, Nandao, Taijijian – somente uma
c. Rotina de armas longas: Qiangshu, Gunshu, Nangun – somente uma

Nota: Tanto as rotinas originais quanto as novas (Changquan, Daoshu, Jianshu, Qiangshu and Gunshu) serão aceitas na competição de Taolu no sexto Campeonato Mundial, o que significa que cada competidor pode escolher entre as rotinas compulsórias nova e a original dentre os cinco eventos para competir.

B. Eventos demonstrativos – todos os eventos fora das categorias competitivas.

Somente um dos seguintes:

1. Eventos solo
2. Eventos em dupla

A partir de agora os campeonatos mundiais serão conduzidos de acordo com as Regras para Competições Internacionais de Taolu e Regras para Competições Internacionais de Sanshou sancionadas em 1997. (Este é o mais completo conjunto de padrões e regras disponíveis e você pode encontrar muitos outros requisitos)

Por exemplo, mas Regras para Competições Internacionais de Taolu o limite de tempo para performances:

1. Para das rotinas de Changquan, Nanquan, Daoshu, Jianshu, Qiangshu, Gunshu, Nandao e Nangun, a duração da performance não pode ser menor do que 1 minuto e 20 segundos.

2. A duração da performance deve ser de 5-6 minutos para uma rotina de Taijiquan e 3-4 minutos para uma rotina de Taijijian, com o juiz principal soando um apito no quinto minuto para ao primeira forma e no terceiro minuto para a segunda.

3. Outros eventos: a duração da performance não pode ser menor que um minuto para eventos solo e 50 segundos para eventos em dupla.

Em 1995 o terceiro Campeonato Mundial aconteceu em Baltimore, Maryland. O Wushu Moderno se tornou mais popular nos EUA nos últimos cinco anos.


► WUSHU MODERNO NOS ESTADOS UNIDOS


É importante lembrar que até a visita de Nixon à China em 1972 a Guerra Fria tinha mantido a China fechada para a América e para o Ocidente. Conforme as portas do país foram se abrindo o Wushu se tornou uma forma dos chineses fazerem amigos com o resto do mundo. Em 1974 a China enviou sua equipe nacional com três técnicos e 32 atletas aos Estados Unidos em um gesto de amizade. O Presidente Nixon e o Secretário de Estado Henry Kissinger convidaram a equipe para o jardim de rosas da Casa Branca. O Jovem membro da equipe Jet Li (Li Lian-ji) e outros fizeram uma demonstração na Casa Branca.

A equipe também esteve no Havaí de 23 a 25 de junho, em São Francisco de 28 de junho a 1° de julho, em Nova York de 4 a 7 de julho e em Washington DC de 10 a 13 de julho. Muitos artistas marciais foram inspirados pela beleza, dificuldade e movimentos acrobáticos do Wushu Moderno. Hoje alguns dos antigos membros da equipe vivem nos EUA. Dentre eles está o técnico Zhang Ling-Mei, a capitã da equipe femininna Chen Dao-Yun, e os ex-membros da equipe Ho Wei-Qi, Cheng Ai-Ling, e o famoso astro de filmes de kung fu, Jet Li.

Atualmente a equipe Americana de Wushu participou de todos os cinco Campeonatos Mundiais e nos três Campeonatos Panamericanos ganhando muitas medalhas tanto nos eventos de Taolu quanto de Sanshou. A equipe americana tem muitos atletas ganhadores de medalhas e técnicos experientes de Wushu Moderno.

Vamos aguardar ansiosamente pelo futuro do Wushu Moderno nos Estados Unidos e lembrar que para onde quer que o Wushu vá no futuro dependerá da sua contribuição e suporte.


► AS ROTINAS OLÍMPICAS


CHANGQUAN
(Punho Longo/Punho do Norte)




É um termo genérico destinado a todas as escolas Shaolin. Consiste em movimentos vigorosos das mãos, saltos em grande altura, giros rápidos do corpo e sequencia de chutes e socos fulminantes.




DAO SHU
(Facão do Norte)



Consiste em variados movimentos de giro de corpo combinado com técnicas de defesa, ataque e bloqueio com facão.




JIANSHU
(Espada Imperial)



Consiste em movimentos ofensivos e defensivos. Esta técnica trabalha suavidade, velocidade, giros, equilibrios com o movimentos continuos do corpo.



GUNSHU
(Bastão do Norte)




Consiste em movimentos que incluem estocadas, movimentos circulares, velocidade e força, mantendo o equilíbrio e precisão no final do impacto.



QIANGSHU
(Lança)



Consiste em movimentos de defesa e ataque combinados, com giros de corpo com técnicas de perfuração, empurrão e estocadas.



NANQUAN
(Punho do Sul)



É um nome comum aos estilos populares nas áreas do sul do rio Yang Tsé abrangendo as províncias de Guagdong, Fujian, Hunan, Zheijiang, Jiangsu e Sichuan. Consiste em uma série de técnicas de mãos, corpo em posição baixa e combinação de movimentos vigorosos. Em alguns momentos o praticante dá um “grito” para acentuar um movimento liberando a enorme quantidade de energia necessária à sua execução.



NANDAO
(Facao Sul)



Consiste em variados movimentos de força e equílibrio combinados com técnicas de defesa e ataque e bloqueio de facão.



NANGUN
(Bastão Sulista)



Consiste em movimentos de ataque e defesas firmes, com movimentos vigorosos. Técnicas de força explosão de movimentos.



DUILIAN
(Luta Combinada)








SAN SHOU
(Luta de Contato)

Consiste em uma luta de contato com o uso de protetor para cabeça, abdômen e luvas. Nesta técnica são utilizados chutes, agarrões e projeções.


Fonte: (*) Este artigo foi originalmente
publicado em www.martialarts.com

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

► 2008 Beijing Wushu Tournament

-Adriano Lourenço (NANQUAN) [BRAZIL]


video


-Adriano Lourenço (NANGUN) [BRASIL] 9.40


video

-2008 Beijing Wushu Tournament
Local: National Olympic Sports Gymnasium - Beijing, China
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...